Passo a passo: como trocar a fralda do bebê?

Passo a passo como trocar a fralda do bebê

A gestação, em especial a primeira, é um momento único de descobertas e conhecimento entre a mãe e o bebê. Como qualquer novidade, as dúvidas sempre vem à tona e não há problema nenhum em procurar ajuda até mesmo para aquelas coisas aparentemente simples e corriqueiras.

Uma das habilidades essenciais que os pais de primeira viagem devem adquirir é trocar a fralda, o que, inevitavelmente, vai se tornar uma tarefa bem simples e de fácil execução — já que vocês vão precisar fazer isso inúmeras vezes ao dia. Para ajudar nesse começo, que tal anotar o nosso passo a passo? Confira!

Qual fralda escolher?

Um recém-nascido usa, no mínimo, oito fraldas por dia. Diversos são os tipos e marcas de fraldas, sendo que a mãe e o bebê vão escolher a que mais satisfaz aos dois, por isso, não é aconselhado fazer grandes estoques de fraldas e descobrir depois que aquele modelo não é nada bom para vocês.

As fraldas de pano não são as mesmas do tempo da vovó e alguns pais as têm preferido, sendo uma ótima opção a ser considerada. Elas causam menos assaduras e oferecem menos danos ao meio ambiente do que a fralda convencional. São diversos modelos que vem evoluindo ao longo dos anos, com diferentes estampas e materiais que se ajustam ao corpo, podendo ser encontradas em grande parte das lojas de artigos para bebê.

Onde posso trocar meu bebê?

Não existe um local que seja considerado melhor ou pior que outro, porém, alguns são mais recomendados por facilitarem o processo (e serem mais seguros). Prefira as superfícies rígidas, como cômodas, bancadas ou mesas, com ou sem um acolchoado. Não se esqueça de lavar bem as mãos e sempre segurar o bebê, pois qualquer movimento mais brusco pode causar uma queda e um baita susto.

O que preciso ter à mão?

Para evitar problemas durante o processo anote o que você deve ter em mãos no momento:

  • Fralda (convencional ou de pano);
  • Um cesto com um saco plástico para descartar a fralda usada;
  • Algodão ou lenço, ambos umedecidos;
  • Fita crepe ou alfinete, caso utilize uma fralda de pano;
  • Creme antiassaduras;
  • Lenço ou pano pequeno caso o bebê seja menino;
  • Uma troca de roupa.

Como trocar a fralda?

O primeiro passo é colocar uma toalha ou pano sobre a mesa. Algumas mães preferem já abrir uma fralda limpa e colocar debaixo do bebê, mesmo ele estando com a fralda suja — geralmente esse método facilita o trabalho.

Abra cuidadosamente as fitas adesivas da fralda para que ela se abra. Eleve o bumbum do bebê (isso pode ser feito segurando os dois tornozelos dele com uma das mãos e elevando cuidadosamente para que toda a região entre o genital e o ânus possa ser visualizada). No caso dos meninos, nessa hora você pode colocar um lencinho ou um pequeno pano dobrado sobre o pênis, pois ele pode urinar durante a troca, molhando até você mesma.

Retire a fralda suja devagar e, se possível, usando-a para retirar o excesso de cocô. Nesse momento, a higiene adequada é muito importante. Com um lenço ou algodão umedecidos (você pode já deixar um potinho com alguns algodões úmidos por perto), limpe a parte da frente (genital) e o ânus, sendo que nas meninas esse movimento deve ser feito da frente para trás, evitando levar bactérias para a vagina.

Caso você não tenha colocado a fralda limpa debaixo do bebê antes mesmo de retirar a fralda suja, faça isso nesse momento. Caso a fralda limpa já esteja lá, ela está devidamente posicionada. Assim que o bebê estiver bem limpo, passe o creme antiassaduras no genital, virilha e bumbum.

Por fim, é só fechar a fralda limpa grudando as fitas adesivas na parte da frente (se for fralda de pano é só fechar com a fita crepe ou alfinete).

Quer saber mais sobre os cuidados com o bebê e outras dicas para mamães de primeira viagem? Assine nossa newsletter para ficar por dentro de mais informações sobre a maternidade!

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestDigg thisShare on TumblrShare on RedditShare on LinkedInEmail this to someone

“Caro Leitor,

A CordVida produz o conteúdo desse blog com muito carinho e com o objetivo de divulgar informações relevantes para as futuras mães e pais sobre assuntos que rondam o universo da gravidez.

Todos os artigos são constituídos por informações de caráter geral, experiências de outros pais, opiniões médicas e por nosso conhecimento científico de temas relacionados às células-tronco. Os dados e estudos mencionados nos artigos são suportados por referências bibliográficas públicas.

A CordVida não tem como objetivo a divulgação de um blog exaustivo e completo que faça recomendações médicas. O juízo de valor final sobre os temas levantados nesse blog deve ser estabelecido por você em conjunto com seus médicos e especialistas.

Mais de 10.000 mães estão acompanhando nosso conteúdo! Cadastre seu e-mail e Junte-se a elas!
¤